segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Tempo de Agir

Este post resulta de mais uma preciosa participação/colaboração da parte da comunidade da nossa escola. Não é demais lembrar e repetir que este é um espaço de todos vós e que é com a maior satisfação que publicamos os vossos textos, apelos ou simples desabafos. Não poderíamos continuar sem agradecer a quem nos enviou esta carta aberta, esperamos que seja a primeira de muitas e é reveladora de que o descontentamento não abrange uma minoria, outrora apelidada de extremista e até terrorista!


Bom, por tudo o que tem vindo a acontecer na nossa ESE e por tudo o que já tem sido feito pelos camaradas do estefanilho e companhia, acho que é imperativo que as coisas comecem a tomar uma forma mais séria. É necessário que estas atitudes do órgão dirigente da escola e do próprio IPS comecem a ter repressões palpáveis, que façam com que passemos a ser levados a sério e não como uma mera cambada de insatisfeitos cobardes. Porque, acreditem que é assim que nos vêem!
É, de facto, lamentável que só assim consigamos expressar a nossa opinião. Lá vai o tempo da censura, contudo, esta parece nunca ter abandonado as paredes brancas da ESE e creio que todo o recinto do IPS.
Caríssimos, é tempo de agir.
Não consigo perceber como é que num Instituto Politécnico se paga mais propinas que numa Universidade e, perdoem-me a ignorância, mas há aqui qualquer coisa trocada não? Na ESE, e restantes escolas do IPS vai ser este ano aplicada a propina máxima de 900€, dividida em quatro prestações.
Em primeiro lugar, só me apetece chorar. Em segundo lugar, tenho uma comparação que preciso mesmo divulgar e que, provavelmente, não será grande novidade. Na faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, o valor das propinas de qualquer curso, nomeadamente da licenciatura com mestrado integrado em psicologia ronda os 774€/ano, eu disse MESTRADO INTEGRADO! Ora posto isto, vamos avaliar bem as coisas. Eu já estive nas instalações da faculdade mencionada e esta não deixa nada a desejar, mesmo nada. Para além disso, na ESE estamos a pagar 900€ por uma licenciatura, apenas. Ah sem contar com mais 900€ por meio ano. Agora pergunto-me, isto é normal? Não! Aliás, espanta-me que o Ministério da Educação, o Governo e, agora o nosso muito preocupado, Presidente da República não vejam uma coisa destas! Dá vontade de sermos ouvidos pelo menos uma vez dentro do pseudo gestor do sistema de educação nacional e logo a seguir mandar o presidente ir bater nos manifestantes da ponte, que é realmente o que ele sabe fazer melhor, isto para além de comer bolo-rei.
Eu estou francamente cansada disto tudo, cada dia é uma decepção.
Este ano vamos pagar 900€ para frequentarmos um curso, numa instituição em que existem plasmas no átrio em detrimento de professores! Por favor, não estamos numa loja de informática em que, para pagar stock se despede a mão-de-obra.
Os anos avançam e a escola apodrece. As prioridades viram outras, que não o ensino.
Por tudo isto, amigos, é premente uma atitude mais séria em relação a todas estas violações dos direitos do estudante. É só coçar p'ra dentro e não ver nada feito para que nós, razão pela qual a escola e todo o IPS foram construídos em primeira instância, possamos ter um ensino de qualidade, em que as coisas são feitas conscientemente e em que se tem em consideração que não se tratam de animais amestrados mas de pessoas que dão o litro, a sanidade mental e a carteira para terem alguma estabilidade profissional e pessoal futura.
Só me resta mesmo dizer que a Professora Ana Maria Pessoa não está doente! Não tá ché ché nem coisa que o valha. Está é a incomodar muita gente naquela escola, porque ela sim se preocupa, ela sim perde dias, noites, saúde, dinheiro e paciência a tentar fazer da escola um lugar habitável para os seus alunos. Vejo muito boa gente a queixar-se que isto está que é uma vergonha, está, de facto, uma vergonha, mas está! E se está alguma coisa é pela devoção desta e de outras pessoas, nomeadamente a Professora Marta Alves e o Professor Fernando Almeida, que apesar de terem, quem diria (!), vida própria fazem de tudo para que hajam condições, informação e acima de tudo formação para todos nós.
Sem mais delongas, caríssimos, vamos agir!

7 comentários:

kiko disse...

Só tenho um reparo a fazer, a A.E. da E.S.E., após reunião com o Professor Armando Pires(Presidente do IPS), conseguiu baixar a propina dos alunos em regime de transição(os tais que iam pagar 900€ por apenas um semestre), estes vão pagar a propina mínima.De resto subescrevo tdo o que disse.

Francisco Cruz
Membro da A.E.

Anónimo disse...

Caro Francisco,

Esta carta não me parece ter sido redigida depois da RGA e das restantes decisões tomadas e objectivos conseguidos, logo, esse reparo é fora de contexto.
Contudo, agradece-se o relembrar dos feitos da AE, é sempre bom para mais tarde recordar.

Cumprimentos.

Mosca Mutante disse...

Curioso, e já que estamos em fase de preciosismos, na RGA o presidente da AE referiu que na reunião com o Professor Armando Pires este lhe tinha dito que cada escola era livre de fixar a sua propina e que a decisão transitou para o presidente do nosso CD, decisão essa anunciada e comunicada ao presidente da AE minutos antes da RGA.
Manobras politicas á parte e já que se falam de feitos da AE, penso que os alunos (sobretudo os que na RGA aprovaram a realização de medidas para manifestar o nosso descontentamento)gostariam de saber o que está a ser feito tendo em conta a posição q se tomou na passada RGA.

Pergunta: O QUE ESTÁ A SER FEITO?
A resposta fica para quem de direito.

Cumprimentos Eseanos

Anónimo disse...

Vamos lá por os pontos nos is e, Francisco, vê lá se aprendes a escrever...
Que eu saiba, foi o Professor Fernando Almeida (Presidente do C. Pedagógico) que na sessão da Assembleia de Representantes da ESE em que estava presente o Sr. Presidente do IPS levantou a questão dos alunos que apenas iriam fazer 2 ou 3 disciplinas pagariam o mesmo valor de propinas que os outros. Foi solicitado, nessa ocasião, pelo Prof Fernando Almeida e não pela AE (cujo presidente estava presente)que se pudesse considerar esta situação de excepção. Pelo post do Francisco até parece que foi a AE que tomou a iniciativa... Tá bem tá!...

melga obesa disse...

É bom ver que há cada vez mais pessoas interessadas em lutar pelos seus direitos.
Há cada vez mais pessoas que perdem o medo de dar a cara e se juntam a causas realmente importantes, mesmo que isso traga algumas consequências a nivel social.
E que tal pararem de se juntar para picardias, e aproveitarem o tempo para fazer algo útil?
'Se um elefante incomoda muita gente, 800 elefantes incomodam muito mais.'

Anónimo disse...

O anónimo que escreveu o seu post antes da "melga obesa" poderia vir junto dos elementos da AE questionar esse assunto antes de vir aqui informar os restantes de forma errada! De facto o professor Fernando Almeida levantou essa questão na tal reuniao da assembleia de representantes... Contudo, minutos antes eu e o Presidente da AE tinhamos estado a falar com o mesmo professor acerca de Bolonha e desse assunto especifico. O professor aproveitou então para perguntar ao presidente do IPS qual a sua opinião em relação a esse problema já que estava ali o Presidente da Associação de Estudantes da ESE. Esse problema iria ser exposto na reunião que a AE teve com o Prof. Armando Pires posteriormente. Aliás o problema iria ser exposto e discutido de forma aprofundada já que tinha sido mandado pela AE um fax uma semana antes a explicar o problema dos alunos de transição em relação aos creditos. Quando o prof. Fernando Almeida falou desse assunto na tal reuniao da ass. de representantes o prof. Armando Pires disse k estava consciente desse problema! E estava, já que a AE ja o tinha informado da sua preocupação e da dos alunos em relação ao problema.. uma semana antes!!! Porque as coisas teem de ser bem discutidas marcou-se entao a reuniao para dia 29. Na reuniao da Assembleia de representantes a data da reuniao com o Presidente do IPS ja estava marcada. Para essa reunião levamos os documentos que os alunos de 3º ano de Transição de Com. Social nos entregaram e após conversa soubemos do que o Prof. Armando Pires iria fazer para solucionar este problema e que fez já que o problema foi solucionado! Agora, para o anónimo não foi a AE que tomou a inicitaiva.. mt bem!!! Posto o que eu escrevi o caro anónimo talvez tenha mudado de opinião.. se não mudou.. ora.. não posso fazer nada.. mas fico de consciência tranquila após o mey reparo!
Saudações Académicas para todos e não se esqueçam vifilia amanha e manifestação na Quinta,


José Pereira
Membro da AEESES

Anónimo disse...

José desculpa lá mas só te estas a enterrar, "iriam expor o assunto de forma aprofundada" ??? tipo como aprofundam aquelas questões que vos foram colocadas na primeira RGA? "estão a pensar fazer o que?" AE: "muitas coisas"; "E que coisas?" AE: "coisas que vocês sabem"..é este tipo de profundidade e de conhecimento de causa que demosntram sempre quando vos é colocada uma questão que exija um maior esforço cognitivo do que aquele que exigem as festas?
Se for acho que devias tar era calado.
As vossas apariçoes publicas são sempre dignas de sketch comico, são a comédia total, sabem sempre menos do quem devem esclarecer, e aliás essa decisão das propinas, que voces fizeram questao de apresentar como gloria e conquista da AE, não passou de uma manobra politica de angariação de afectividade desta massa esiana que se encontra numa desilusão profunda pela lastimavel representaçao que voces nos prestam.
De salientar são também as vossas iniciativas que visam divulgar a manif e as formas de luta, pondo portas e placares a falar por voces quando deveriam ter a humildade de chegar às pessoas, mas isso é de mais para as vossas cabeças, costuma dizer-se que muitas cabeças pensam mais do que uma sozinha, somos todos obrigados a discordar.
Agora responde-me a uma simples pergunta: enviaram informaçao sobre as condiçoes de realizaçao da manif e oerientações aos alunos? Espera não te canses eu respondo por ti:
"colamos cartazes nos placares e nas portas um dia antes do acontecimento, porque todos os alunos da ESE ligam imenso ao que esta escrito nas portas e nos placares quando estao com pressa pa ir fazer qq coisa".

Cumprimentos.